Queimadas podem causar chuvas negras no início da primavera

Chico Ferreira

A primavera começa nesta terça-feira (22) e traz consigo a esperança de chuvas para a região centro-oeste, mas especialmente Mato-Grosso, mas o professor doutor José Carlos Ugeda Júnior, 39, geógrafo climatologista da UFMT, alerta para o risco de chuvas negras por conta da quantidade de queimadas no estado.

O fenômeno notado a olho nu é caracterizado por uma chuva de coloração escura e já foi registrado por moradores de baixada cuiabana durante as primeiras chuvas desse período em 2019.

O acontecimento é reflexo direto da quantidade de queimadas em Mato-Grosso, tanto nos incêndios catastróficos no Pantanal, como o já costumeiro na região do cerrado, em Chapada dos Guimarães (67 km ao norte), por exemplo.

Isso ocorre por que as primeiras chuvas vêm lavando a atmosfera, como explica Ugeda, e devido ao acúmulo de fuligem das queimadas nessa zona, a água acaba tendo a coloração alterada.

Além disso, ao encontrar o solo, a água da chuva já escura acaba se juntando às sujeiras resultantes da ação humana, como por exemplo, restos de pneus no asfalto, ficando com a cor atípica e assustando a população.

Vale ressaltar que as primeiras chuvas devem ser evitadas, por como já dito, acumularem tantas impurezas carregadas desde a atmosfera.

FONTE: GAZETA DIGITAL

0/Faça seu comentário