Altas temperaturas causam morte de 35 idosos em Rondonópolis

Reprodução

O município de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) registrou 35 mortes de idosos por conta dos efeitos das altas temperaturas. Vítimas de hipertermias, os anciãos tinham todos mais de 70 anos e morreram em suas casas entre 21 de setembro e esta sexta-feira (09).

Ao portal Gazeta Digital, a comunicação da Prefeitura de Rondonópolis apontou que os óbitos foram todos notificados pela Unidade de Pronto Atendimento do município.

Em algumas situações, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para comparecerem à casa das vítimas, mas os idosos já haviam falecido.

À reportagem, a Prefeitura explicou que todos os óbitos registrados em casa são notificados pela UPA. O Executivo municipal não soube apontar se situação semelhante já foi registrada em anos anteriores.

Conforme noticiado pelo portal, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) chegou a emitir alerta apontando risco de morte por conta das altas temperaturas para 83 municípios mato-grossenses.

No comunicado, o Inmet destaca 'fenômeno meteorológico de intensidade excepcional' em Mato Grosso que poderiam colocar em risco a integridade física da população e gerar até mesmo risco de morte.

Neste ano, a temporada de estiagem em Mato Grosso foi agravada pelas queimadas e por sucessivas ondas de calor. No período, Cuiabá quebrou repetidas vezes o recorde de dia mais quente do século já registrado no município.

FONTE: GAZETA DIGITAL

0/Faça seu comentário