Após derrota contra o Coritiba, Palmeiras demite o técnico Vanderlei Luxemburgo

Fábio Moraes/Estadão Conteúdo

Vanderlei Luxemburgo não é mais técnico do Palmeiras. O treinador não resistiu à derrota para a Coritiba, a terceira seguida do clube no Brasileirão, e foi demitido, poucos meses após ser campeão paulista pelo clube. A quinta passagem de Luxa pelo Alviverde termina com 38 jogos, sendo 18 vitórias, 15 empates e cinco derrotas. E ele está longe de ser o primeiro treinador a perder o emprego desde o início do Brasileirão. Relembre todos:

Após a derrota para o Bahia por 3 a 0 em Salvador pela 14º rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco anunciou que Ramon Menezes não é mais técnico do clube para a sequência da temporada. Em pouco mais de seis meses de trabalho, o treinador teve 16 partidas disputadas (2 pelo Carioca, 2 pela Copa do Brasil e 12 pelo Brasileirão), com oito vitórias, três empates e cinco derrotas.

Outro que perdeu emprego após uma derrota para o Bahia foi Paulo Autuori. O comandante, campeão brasileiro pelo clube em 1995 e mundial pelo São Paulo, em 2005, deixa o Fogão na zona de rebaixamento. Em seu lugar, assume Bruno Lazaroni, que era auxiliar fixo.

Pouco mais de um mês depois da sua contratação, Thiago Larghi foi demitido do Goiás. O treinador deixa o clube após uma vitória, dois empates e três derrotasNo dia seguinte à derrota no Dérbi, jogadores, comissão técnica e diretoria do Corinthians se reuniram no CT Joaquim Grava, em São Paulo. A longa reunião serviu para oficializar a saída de Tiago Nunes após o revés para o Palmeiras. Ele foi o sétimo técnico demitido em nove rodadas do Campeonato Brasileiro. 

O presidente Guilherme Bellintani disse que Roger Machado permaneceria no Bahia… Mas não foi o que aconteceu. O técnico foi demitido após a derrota por 5 a 3 para o Flamengo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador chegou ao clube prestigiado, mas não resistiu ao resultado ruim. Ao todo, foram 73 partidas disputadas (29 vitórias, 22 empates e 22 derrotas).

Após um ótimo Campeonato Paulista, o Red Bull Bragantino não conseguiu manter o bom rendimento no Campeonato Brasileiro. Na sexta rodada, a equipe sofreu uma derrota amarga por 3 a 0 contra Fortaleza. O resultado foi suficiente para demissão de Felipe Conceição, que estava na equipe desde o início do ano.

Larghi já é o segundo técnico demitido pelo Goiás no Brasileirão. O primeiro foi Ney Franco. O comandante vinha sofrendo criticas no Goiás e saiu após derrota por 3 a 1 para o Fortaleza. Junto do treinador, Túlio Lustosa, ex-diretor do clube esmeraldino, também foi mandado embora.

Após derrotas seguidas nas primeiras quatro rodadas do Brasileirão, Eduardo Barroca não resistiu e foi demitido do Coritiba. Sua última partida foi contra o Corinthians, que venceu o Coxa por 3 a 1.

Outro comandante que não resistiu a uma derrota, Daniel Paulista foi desligado do Sport após seis meses à frente da equipe, com apenas seis vitórias e sete empates em 17 partidas. O técnico estava sendo criticado no comando e foi demitido na derrota para o São Paulo por 1 a 0, na 5ª rodada do Brasileirão.

Em 28 de agosto, após uma sequência de quatro derrotas, Dorival Junior foi demitido do Athletico-PR. O treinador estava no Furacão desde o início de 2020, e conquistou o título estadual com a equipe.

FONTE: R7 NOTÍCIAS

0/Faça seu comentário