Cidade bíblica de Esmirna é a mais atingida em terremoto na Turquia

Um terremoto de magnitude 7 atingiu o mar Egeu nesta sexta-feira (30), causando o desabamento de edifícios na cidade turca de Izmir (Esmirna), de acordo com o Serviço Geológico dos EUA e um oficial local que relatou os danos.

O terremoto, que atingiu perto das ilhas gregas ao largo da Turquia, foi sentido ao longo da costa do Mar Egeu, onde a mídia local transmitiu imagens de edifícios danificados em Izmir. Também foi sentido na Grécia, Bulgária e Macedônia, de acordo com a Reuters.

Foto: Agência Mehmet Emin Menguarslan / Anadolu via Getty

O terremoto aconteceu por volta das 14h50, horário local, de acordo com o governador de Izmir, que também disse que alguns prédios desabaram.

O Ministro do Interior da Turquia, Süleyman Soylu, tuitou que houve relatos de que seis edifícios desabaram na província de Izmir.

Imagens postadas na mídia social mostraram um prédio na rua Sakarya na cidade de Izmir totalmente desabado com pessoas escalando os destroços que estavam espalhados com o que pareciam ser roupas e objetos domésticos.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan tuitou na sexta-feira que “com todos os meios de nosso estado, apoiamos nossos cidadãos afetados pelo terremoto”.

O prefeito de Izmir, Tunç Soyer, tuitou que as equipes de desastre estavam prontas.

“Espero que não haja perda de vidas e bens”, acrescentou.

A Presidência de Gestão de Emergências e Desastres da Turquia estimou a magnitude do terremoto em 6,6, enquanto o Serviço Geológico dos EUA disse que foi de 7,0. Ele atingiu cerca de 1150 GMT (7:50 ET) e foi sentido ao longo da costa do Mar Egeu da Turquia e na região noroeste de Mármara, disse a mídia.

O epicentro ficava a cerca de 17 km da costa da província de Izmir, a uma profundidade de 16 km, disse a AFAD. O U.S. Geological Survey disse que a profundidade era de 10 km e que o epicentro ficava a 33,5 km da costa da Turquia.

Moradores de Samos, uma ilha com uma população de cerca de 45.000 habitantes, foram instados a ficar longe das áreas costeiras, disse Eftyhmios Lekkas, chefe da organização grega para planejamento anti-sísmico, à TV grega Skai.

"Foi um terremoto muito grande, é difícil ter um maior", disse Lekkas.

Ali Yerlikaya, o governador de Istambul, onde o terremoto também foi sentido, disse que não houve relatos negativos.

FONTE: GUIAME