Mãe chega do serviço e encontra filha de 14 anos morta

REPRODUÇÃO

Uma adolescente de 14 anos, identificada como E.C.M.P., se matou, na tarde de quinta-feira (15), em Juara (709 km de Cuiabá). A mãe da jovem chegou em casa após o dia de trabalho e encontrou a filha pendurada em uma corda.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mãe correu desesperada até a filha e cortou a corda. Ela ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a menina já estava morta. A Polícia Civil constatou que a adolescente não tinha nenhum sinal de violência física.

Em conversa com o , a voluntária do Centro de Valorização da Vida (CVV), Dayane do Nascimento, explica que os pais devem conversar com os filhos sobre o assunto sempre que possível. “O Setembro Amarelo foi uma ótima oportunidade para abrir esse tipo de conversa. Os pais devem criar um ambiente em que o filho se sinta confortável em falar sobre isso”, afirmou.

Segundo ela, os adolescentes estão no grupo de risco em casos de suicídio no Brasil. “Os adolescentes não são os que mais cometem suicídio, mas são os que mais chamam a atenção. Às vezes, a pessoa apresenta alguns sinais, é sempre bom se atentar a isso. Mas em outros casos não, a pessoa simplesmente comete o ato, e as pessoas próximas não devem ficar se culpando por isso acontecer”, explicou Dayane. 

A mão da adolescente ainda não foi ouvida pela polícia.

Peça ajuda

O Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção ao suicídio, atendendo de forma voluntária todas as pessoas que querem conversar por telefone pelo número 188. O canal de atendimento é 24 horas.

Mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.000 voluntários pelo telefone 188, pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype e e-mail.

FONTE: REPÓRTER MT

0/Faça seu comentário