"Baixada Cuiabana está esquecida, empobrecida", diz Coronel

MidiaNews

A candidata ao Senado pelo Patriota, coronel Rúbia Fernanda criticou a forma como a Baixada Cuiabana é tratada pelo meio político – principalmente pelos senadores e deputados federais. Para ela, a região é lembrada apenas na época da eleição pela concentração de votos.

Em entrevista ao MidiaNews, a militar, que na reta final da campanha tem concentrado seus atos e arrastões em Cuiabá e Várzea Grande, afirmou que é necessário derrubar a pecha de que aqui só "vivem servidores públicos e aposentados".

“A gente vê que a Baixada foi esquecida. Quando a gente fala no meio político, todos dizem que vêem Cuiabá, Várzea Grande, como local onde só tem servidor público e pensionistas do INSS. E não é verdade”, afirmou.

“A Baixada Cuiabana só é lembrada na época da eleição, por ser o maior colégio eleitoral. E não podemos nos tratar dessa forma. Precisamos mudar isso para poder crescer. Precisamos tirar esse estigma, valorizar os trabalhadores, mostrar que somos batalhadores”, acrescentou.

Segundo a coronel, é necessário fazer um trabalho “muito grande” para resgatar a região, bem como melhorar a oferta de empregos e a qualificação das pessoas que residem na área.

“A Baixada Cuiabana está esquecida, empobrecida, não tem empregos e oportunidades. As pessoas daqui não receberam a capacitação que precisam para entrar no mercado de trabalho. Precisamos fazer um trabalho social muito grande aqui”, avaliou.

Uma das bandeiras defendidas pela candidata para a região é a passagem da ferrovia pela Grande Cuiabá, a fim de atrair indústrias e gerar mais oportunidades de trabalho.

Campanha

A coronel afirmou que os últimos dias de campanha serão focados em Cuiabá e Várzea Grande, com a intensificação de bandeiraços, arrastões e carreatas.

“No nosso planejamento, seguimos para onde conseguimos chegar no interior. Ainda temos muito convites, muita demanda do interior, mas preciso me dedicar à Grande Cuiabá. Os eleitores gostam de vir, conversar, conhecer. E graças a Deus estamos sendo muito bem recebidos”, avaliou.

FONTE: MÍDIA NEWS

0/Faça seu comentário