Idoso armado reage a abordagem da polícia e morre baleado no interior

REPRODUÇÃO

Geraldo Ferreira Neto, 74 anos, foi morto em uma ação da Polícia Militar na cidade de Mirassol D’Oeste (300 km ao Oeste de Cuiabá), no final da tarde de quarta-feira (4). Ele estava armado, disparando tiros na rua e quando os policiais tentaram abordá-lo, ele reagiu, se trancou em casa e atirou contra a equipe. Ele foi baleado, chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu.

De acordo com as informações, polícia foi acionada via 190 por volta das 18h. O denunciante relatou que havia um idoso disparando tiro na rua do bairro Bandeirantes. No local, os policiais encontraram o suspeito sentado na porta da sua casa.

Quando flagrou a viatura, ele se levantou, segurou a arma com a mão esquerda. Mesmo verbalizado para que ele deixasse a arma no chão, ele apontou a arma para os policiais, que chegaram a disparar alguns tiros contra o homem, mas não chegaram a acertá-lo.

Ele correu para dentro da sua casa, se trancou e disse que “não iria obedecer nenhuma ordem policial e que ninguém iria entrar na sua casa, e se entrasse iria tomar tiro”. Um cerco foi montado e foi solicitado ainda o apoio de outras equipes e também da Força Tática.

Negociação

Como o idoso estava bastante agitado, os policiais tentaram uma negociação para que ele saísse da casa. Mas, ele se negou. Foi feito então, o uso de gás lacrimogênio por meio de granadas. Elas foram lançadas na cozinha e no quarto onde ele estava.

Nesse momento, a PM reforça que o suspeito aproveitou de espaço da janela para efetuar mais tiros contra a equipe. Em seguida, correu para outro cômodo, onde atirou em direção da outra parte dos policiais, que revidaram.

Comandante da Força Tática, usando escudo balístico, iniciou a aproximação da casa para tentar contato com o suspeito, mas os policiais foram recebidos com mais tiros. Ele chegou a disparar tiros por um buraco na fechadura da porta.

Na tentativa de negociação, ele chegou a declarar que ‘não sairia vivo da sua casa, que ninguém entraria ali’. A porta foi arrombada e os policiais entraram na casa.

Ferido

Assim que eles entraram, o suspeito atirou várias vezes contra a equipe, que revidou. Após alguns segundos, perceberam que ele havia sido baleado. Ambulância foi acionada e a equipe médica esteve no local e realizou os primeiros socorros ainda na casa do suspeito.

Encaminhado para o Hospital Municipal Samuel Greve, ele não resistiu e acabou morrendo. O caso foi registrado pela PM local e pela Polícia Civil.

FONTE: GAZETA DIGITAL