Jornalista é executado com 3 tiros na cabeça em rua de MT

REPRODUÇÃO

Jornalista Ediney Menezes, 44, foi morto com ao menos 3 tiros na cabeça, na noite de domingo (15), em uma das avenidas da cidade de Peixoto de Azevedo (691 km ao Norte de Cuiabá). Dupla em uma motocicleta foi responsável pelo assassinato, que ainda não tem motivação clara.

De acordo com as informações, o crime foi registrado por volta das 22h30. Militares chegaram no local e encontraram a vítima já sem vida, com cerca de 3 tiros na cabeça. Celular e carteira da vítima não foram levados.

Testemunhas não souberam informar como o crime ocorreu, mas câmeras de segurança instaladas próximas do local flagraram o momento em que a vítima trafegava pela via e uma motocicleta entra na contramão. 

Os motoqueiros se aproximaram do carro do jornalista, o suspeito que estava na garupa sacou uma arma de fogo e atirou várias vezes contra o profissional. Em seguida, dupla fugiu em alta velocidade pela avenida Brasil.

A motivação do crime ainda não foi divulgada, Polícia Civil está trabalhando na investigação. A autoria também é alvo das investigações. Por enquanto, nenhuma hipótese é descartada.

Horas antes de ser morto, ele comemorou em sua rede social a vitória do prefeito da cidade, que concorria à reeleição. Em 2019, ele registrou um boletim de ocorrência, alegando que foi ameaçado por um dos moradores da sua casa, que estava cansado ‘da bagunça’.

Segundo o registro, ele temia pela vida, pois o denunciado era usuário de drogas. Não há, até o momento, nenhum indício de que o crime tenha ligação com a denúncia.

Ediney era natural de Altamira, no Pará e atuou como repórter e apresentador na TV Miragem, afiliada da Rede Record. 

FONTE: GAZETA DIGITAL