Queimadas e depois chuvas deixam comunidades rurais isoladas em Leverger

REPRODUÇÃO

Moradores de comunidades rurais de Santo Antônio de Leverger (34 km ao sul) denunciam isolamento causado por queda de ponte durante queimadas e chuvas. O prefeito Valdir Pereira Filho, o Valdizinho (PSD), diz que em até 40 dias haverá a construção de um novo trecho de ligação no local.

Cerca de 500 moradores das comunidades Paraíso, Lambari, Porto Pinto e do assentamento São João Pau D'Alho estão em difivuldades desde quee uma ponte sobre o córrego do Córgão sucumbiu às chamas, durante o período de queimadas. Enquanto isso, as chuvas teriam causado estragos no leito do córrego e rompido as manilhas, dificultando ainda mais a passagem dos habitantes.

REPRODUÇÃO

Em resposta, Valdirzinho explica que no auge das queimadas a região do Lambari foi duramente agredida pelas queimadas e duas pontes foram atingidas. Segundo ele, assim que soube da situação ordenou que uma equipe da Secretaria de obras se deslocasse ao local para efetuar o desvio e a engenharia para desenvolver uma planilha orçamentária, em busca de licitar e construir novas pontes.

O chefe do Executivo garante que há uma equipe permanente na região para qualquer eventualidade, e que na próxima semana, sem especificar data, a licitação termina e ele assina a ordem de serviço.

O prazo máximo estabelecido por ele é de 30 a 40 dias, a contar a partir da assinatura da ordem de serviço.

Além disso, declarou que é falsa a alegação de que haveria alguém isolado nas comunidades.

FONTE: GAZETA DIGITAL