Acorizal comemora 67 anos com ações do Governo do Estado em agricultura familiar e saúde

Foto por: Prefeitura de Acorizal

Acorizal, na Baixada Cuiabana, com 5.334 habitantes, e distante 64 km de Cuiabá, comemora 67 anos de emancipação administrativa neste sábado (12.12), com ações do Governo do Estado, principalmente em agricultura familiar, saúde e com os repasses financeiros em dia.

Um dos oito municípios mato-grossenses a cultivar flores tropicais, Acorizal sedia um campo experimental, mantido pela Empaer/MT (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), para pesquisa sobre viabilidade produtiva de flores e folhagens. Segundo seus pesquisadores, o mercado mundial movimenta valores superiores a U$ 5 bilhões em exportações.

O município sedia ainda uma Unidade de Referência Tecnológica (URT), para avaliação do desenvolvimento da cultura da banana da terra, cuja cultivar analisada é a Farta Velhaco, no sistema irrigado e plantio adensado. O experimento foi montado na Comunidade Guanandi, em uma área de meio hectare.

Empaer/MT

Também está prevista a instalação de uma URT para avaliação da pitaya, uma planta rústica de sabor doce, rica em nutrientes vista como alternativa para a alimentação. Além disso, é um dos 33 municípios contemplados com veículos para atendimento de técnicos da Empaer/MT à agricultura familiar.

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) enviou ao município 450 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 19.761 comprimidos, entre azitromicina (2.430), ivermectina (1.944) e dipirona (15.387), também distribuído em gotas, com 378 frascos.    

Entre janeiro e setembro deste ano, o Governo do Estado repassou R$ 3,57 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab, além de R$ 1,28 milhão em assistência social, transporte escolar, convênios na área de saúde e emendas parlamentares entre 2019 e julho de 2020.

Economia

Segundo dados de 2017 do IBGE, a administração pública, com R$ 27,9 milhões é o principal componente do PIB de R$ 71,7 milhões, respondendo por quase 40% deste total. É seguido pelo setor de serviços (R$ 16,13 milhões), indústria (R$ 9,55 milhões), agropecuária (9,06 milhões) e impostos (R$ 9,07 milhões). O PIB per capita é de R$ 13.613,05,

Wellington Procópio - Embrapa

Conta com um rebanho bovino de 51,8 mil cabeças, das quais 223 vacas ordenhadas, com 188 mil litros de leite; galináceo, com 26,16 mil cabeças, das quais 8,9 mil galinhas, com 80 mil dúzias de ovos; e suíno, com 2,5 mil cabeças, 226 matrizes.

Terceiro maior produtor mato-grossense de melão, com 250 toneladas, Acorizal cultiva ainda abacaxi, banana, cana-de-açúcar, coco da baía, feijão, mandioca, melancia e milho.

História

O habitante primitivo da região foi o povo Bororo. A povoação surgiu à sombra da mineração. A maioria em busca de novas minas promissoras, enquanto outros, menos aventureiros ou tradição agrária, foram, possivelmente, os primeiros moradores de Acorizal.                                                                           

Em 1833, tornou-se distrito com o nome de Brotas, em homenagem à santa, vista como responsável por um milagre ocorrido na região. Com o tempo, passou a produzir alimentos para Cuiabá, transportados pelo rio Cuiabá.

Em 1943, pela Lei estadual 545, passou a chamar Distrito de Acorizal, pertencente a Cuiabá. É elevado a município pela lei estadual nº 691, de 12-12-1953, desmembrado de Cuiabá. Já teve como distrito o atual município de Jangada.

Jairo Sant'Ana | Secom-MT