Policial penal mata marido para se defender de agressão

PMMT

Um homem foi morto pela esposa, na noite de sábado (19), no bairro Jardim Florianópolis, em Cuiabá. A suspeita é policial penal e alegou ter atirado para se defender das agressões do marido e também proteger o filho.

Segundo informações do boletim de ocorrências, a polícia foi chamada para atender a situação de violência doméstica, contudo, no caminho foi relatado que o crime havia evoluído para homicídio.

Nas proximidades do endereço citado, os policiais foram abordados por populares que contaram sobre o fato e indicaram que a suspeita estava esperando os militares na casa da irmã. Os agentes encontraram a servidora em estado de choque, mas ela conseguiu relatar que agiu para defender a si e ao filho.

A mulher narrou que tinha apanhado do marido no dia anterior e que na data do fato ele havia tentado agredi-la novamente. Quando ele a atacou, a mulher pegou sua arma e atirou contra o homem. Toda a cena foi presenciada pelo filho de 13 anos.

Após o crime, ela abandonou a arma e foi para a casa da irmã levando o menor e lá esperou a polícia. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi chamada e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizou os procedimentos no local.

No quintal da casa foi achada a arma e munições deflagradas. Não foi informado quantos tiros atingiram o homem.

A mulher e o filho foram levados para a Central de Flagrantes e o caso será apurado pela DHPP.

GAZETA DIGITAL