De cada 6 vagas abertas no Brasil, uma foi em Mato Grosso

Arquivo/MidiaNews

De cada 6 vagas formais de trabalho criadas no Brasil em 2020, uma foi aberta em Mato Grosso. O resultado mostra o quanto a economia do Estado esteve alheia à crise que atingiu o País a partir de março, com a chegada da pandemia da Covid-19.

Mato Grosso fechou o ano passado com saldo positivo de 21.970 novas vagas de emprego com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Já o Brasil encerrou 2020 com geração líquida de 142.690 empregos formais, também conforme o Caged.

Os números de Mato Grosso são expressivos porque o Estado tem apenas 1,6% da população do Brasil, mas foi responsável por 15% do saldo de novas vagas de empregos em todo o País.

Ligado ao Ministério do Trabalho e Emprego, o Caged calcula o saldo de emprego subtraindo o número de contratados pelo de demitidos no período, sempre levando em consideração postos com carteira assinada.

O avanço do emprego em Mato Grosso é um sinal de que a economia do Estado resistiu à queda do PIB (Produto Interno Bruto Naciona) em 2020, que deve ficar entre -4,5% e -5% - os números oficiais ainda não foram divulgados. Em entrevista recente ao MidiaNews, o governador Mauro Mendes disse acreditar em uma variação positiva no Estado.

Do montante positivo de Mato Grosso, o comércio teve o maior saldo de abertura de novas vagas, um total de  8.958, seguido por serviços (4.726), indústria (4.353), construção (3.380) e agropecuária (553).

"Isso demonstra a importância em manter as atividades econômicas de forma ativa e que o comércio com 40,8% tem conseguido se manter no topo de geração de empregos no estado. Outro ponto importante é que o saldo positivo do Estado representa 15,4% do saldo nacional, demonstrando que Mato Grosso realmente é um Estado pujante", avaliou o superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL Cuiabá), Fábio Granja.

MÍDIA NEWS

0/Faça seu comentário