Prefeitura de Cuiabá retoma aulas em fevereiro

REPRODUÇÃO

A volta às aulas em Cuiabá está marcada para o dia 08 de fevereiro, para todos os setores da educação municipal, sendo elas: Centro Educacional Infantil Cuiabano (CEIC), Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB), Escolas Municipais de Educação Básica do Campo (EMEBC) e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Porém, apesar de a data estar confirmada, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ainda analisa a forma mais segura de dar início ao ano letivo de 2021.

A Secretaria de Educação ainda discute com o prefeito se à época já será possível a retomada do ensino presencial com segurança, ou se um sistema híbrido, entre aulas online e presenciais, seria mais prudente devido à pandemia. Sem descartar a possibilidade do retorno às aulas 100% online, como medida drástica de segurança, caso o coronavírus avance sobre a Capital.

Todas as possibilidades estão sendo discutidas e tudo vai depender de como os números da pandemia vão seguir até o período marcado para o início das aulas.

O prefeito tem acompanhado os boletins diários de novos casos verificando o quanto os números têm crescido e ainda relacionado com os números de leitos em enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) disponíveis, para evitar novo colapso na Saúde.

A análise desses números nos próximos dias servirá de base para Emanuel decretar qual a forma mais segura de volta às aulas, tanto para os servidores quanto para os alunos, que ainda deverão seguir todas as medidas de biossegurança contra o coronavírus.

Creches municipais

As creches municipais de Cuiabá devem retomar seus trabalhos e começar a receber as crianças a partir do dia 08 de fevereiro, data prevista para o retorno das atividades escolares de forma geral na Capital.

De acordo com a Secretaria de Educação, no entanto, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ainda analisa essa questão levando em consideração os números da pandemia da covid-19 no município, ou seja, se a doença vai estar controlada ou estabilizada para que os servidores e as crianças retornem às atividades em segurança, porém, ainda com as medidas de biossegurança.

Agora aguardamos a decisão do prefeito para que a data prevista seja confirmada.

REPÓRTER MT