Homem vende esmeralda e diamantes e recebe R$ 1,1 milhão em notas falsas

Reprodução

Ação conjunta entre a Polícia Militar de Mato Grosso e Goiás resultou na prisão de 3 homens na madrugada desta quarta-feira (17), em posse de R$ 1.1 milhão em notas falsas além de 232 pedras de diamantes e 95 gramas de pedras de esmeraldas. O grupo foi autuado por estelionato após aplicar golpe em uma vítima de Várzea Grande, que vendeu as pedras para um dos suspeitos. 

De acordo com as informações divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp), dono de uma empresa de lapidação foi quem procurou a polícia para informar o crime. Segundo ele, após combinar a venda de dois lotes de pedras preciosas – esmeraldas e diamantes – negociou com um homem no Aeroporto Marechal Rondon, onde recebeu também o pagamento.

Todo o processo foi feito na tarde de terça-feira (16). Quando o empresário estava dentro do carro e foi contabilizar as notas, percebeu que eram notas falsas. Todo o dinheiro foi entregue à Polícia Federal, que começou a investigar o caso.

Com imagens de câmeras de segurança, investigadores conseguiram encontrar o veículo que o suspeito estava, um Corola preto, que estava próximo do saguão do aeroporto. Assim que ele entra no carro, o motorista foge em alta velocidade.

Rastreados, os criminosos seguiam para o estado de Goiás. Policiais de lá foram informados e de madrugada, já nesta quarta-feira (17), durante o patrulhamento em Jataí, conseguiram interceptar o veículo e realizaram o flagrante.

Com o trio, a polícia apreendeu as pedras que foram negociadas em Várzea Grande. Os suspeitos foram levados para a Polícia Federal, onde foi descoberto que eles já tinham passagens pelo mesmo crime, incluindo extorsão, lesão corporal, moeda falsa, estelionato, injúria e ameaça.

GAZETA DIGITAL

0/Faça seu comentário