35°

Pancada de chuva

Rosário Oeste - MT

Geral REFORÇO CONTRA COVID

Secretário de Saúde afirma que estado tem condição pra 3º dose, mas precisa terminar esquema vacinal

Entretanto, precisa alinhar a estratégia e completar o esquema vacinal da população.

20/11/2021 às 11h43 Atualizada em 20/11/2021 às 11h45
Por: Redação Fonte: GAZETA DIGITAL
Compartilhe:
Christiano Antonucci
Christiano Antonucci

O secretário estadual de saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou na quinta-feira (18) que o governo do estado tem condição de aplicar a 3ª dose da vacina de reforço contra a covid-19. Entretanto, precisa alinhar a estratégia e completar o esquema vacinal da população.

Gilberto chegou a elogiar a decisão do Ministério da Saúde, de reforçar a vacinação da contra o novo coronavírus, para a população acima de 18 anos. Porém, explicou que Mato Grosso precisa terminar de aplicar a primeira e segunda dose, para acelerar o processo de imunização.

“Prioritariamente primeira dose, segunda dose, e depois dose de reforço. Não existe dose de reforço pra quem não tomou duas doses ainda. Nós precisamos acelerar isso e mais uma vez convocar a população nos postos de saúde pra se proteger”, disse.

O secretário sinalizou que o estado vai começar a se preparar para montar a estratégia da aplicação da 3ª dose. Contudo, com 52% da população imunizada – com as duas doses -, o governo precisa acelerar a vacinação para que todos recebam o reforço.

“Muitos ainda nem estão dentro do prazo regulamentado pra receber, assim como nem toda a população estará elegível para tomar a segunda dose. No mínimo 5 meses depois que tomou a segunda dose. Essa conta precisa ser melhor alinhada”, admite.

O Ministério da Saúde determinou que o reforço seja aplicado 5 meses após a segunda dose. Até o momento, o reforço acontecia após seis meses e só era indicado para indivíduos com mais de 60 anos, profissionais da saúde e imunossuprimidos (pessoas com problemas no sistema imunológico).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias