Tecnologia Tecnologia

Saiba como observar a chuva de meteoros da madrugada desta 5ª

Eta Aquarídeos ocorre anualmente entre 19 de abril e 28 de maio, quando a Terra atravessa os rastros deixados pelo cometa Halley

05/05/2021 01h06
Por: Redação Fonte: R7 - Sofia Pilagallo, do R7*
Para acompanhar o fenômeno, não será preciso o uso de nenhum instrumento astronômico - (Foto: Freepik)
Para acompanhar o fenômeno, não será preciso o uso de nenhum instrumento astronômico - (Foto: Freepik)

Após um intervalo de apenas 13 dias desde a chuva de meteoros Lirídeos, que teve seu pico na madrugada do último dia 21, pessoas de todas as partes do Brasil poderão observar mais um fenômeno do tipo — desta vez, a chuva de meteoros Eta Aqurídeos. O fenômeno terá seu período de maior visibilidade na madrugada desta quinta-feira (6).

Para acompanhar qualquer chuva de meteoros, não é preciso o uso de nenhum instrumento astronômico, como binóculos ou lunetas. Basta que a pessoa se desloque para um lugar afastado das luzes da cidade e procure uma posição em que consiga observar o céu em sua totalidade.

"A orientação é deitar no chão ou usar aquelas cadeiras reclináveis, daquelas que encontramos nas praias. Quanto mais céu se conseguir observar, maior a chance de flagrar um meteoro", afirma o professor Rodolfo Langhi, coordenador do Observatório de Astronomia da Unesp (Universidade Estadual Paulista).

"Apesar de todos os meteoros aparentemente partirem do radiante [ponto no céu onde o fenômeno se origina, aos olhos do observador], que, no caso, é a Constelação de Aquário, os astros poderão ser vistos de qualquer lugar", completa.

Diferentemente de outras chuvas de meteoros, que costumam ter maior visibilidade logo após a meia-noite, o melhor horário para observar a Aquarídeos será pouco antes do nascer do Sol. Langhi explica que a Constelação de Aquário deve nascer no horizonte leste por volta das 2h e levar algumas horas para atingir uma posição mais alta no céu, quando os meteoros ficam mais visíveis.

"Nós, astrônomos, consideramos que esta é uma chuva moderada, com uma taxa prevista de cerca de 30 meteoros visíveis por hora. Vale ressaltar, no entanto, que esse cálculo só é válido se levarmos em conta alguns fatores: a ausência da Lua, de nuvens, das luzes da cidade e o radiante [a Constelação de Aquário] estar bem acima da cabeça do observador", diz.

"A Lua, que se encontrará na fase minguante, nascerá junto com a Constelação de Aquário e estará visível no horizonte leste a partir das 2h. Isso certamente atrapalhará um pouco a visão, uma vez que que qualquer luminosidade ofusca o fraco brilho dos meteoros. Estimo que será possível flagrar entre 5 e 10 meteoros por hora, no máximo", completa.

Segundo o professor, será possível enxergar traços levemente esbranquiçados no céu, que podem durar entre um e alguns segundos. Os traços são, na realidade, rastros deixados no espaço pelo cometa Halley, pelos quais a Terra passa anualmente sempre nesta época do ano — mais especificamente entre 19 de abril e 28 de maio.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Fábio Fleury

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias